Corri atrás, te procurei e quis saber de você. Agora chega. Não te procuro mais, nem corro atrás. Te deixo livre para sentir minha falta, se é que faço falta… Tens meu número, na verdade, meu coração, então se sentir vontade de falar comigo ou me ver, me procura você.
Caio Fernando Abreu. (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)